quinta-feira, 11 de maio de 2017

Doação do acervo de SamPaulo para a PUC/ RS



  

Com alegria, comunico que a doação do acervo de SamPaulo para a PUC/ RS, será oficializada por sua família na próxima segunda-feira, dia 15 de maio, às 14 hs, no Espaço de Documentação e Memória Cultural da Universidade/Delfos, no 7º andar da Biblioteca Central Irmão José Otão, Campus da PUC.
Na ocasião estarão expostos, alguns materiais que fazem parte do acervo.
O evento é aberto ao público e esperamos a presença dos amigos.

 
 *charge publicada na Zero Hora/ Porto Alegre
 
Quando SamPaulo faleceu, seus “guardados” ficaram com a viúva, Eneida Leal de Sampaio.
E era muita coisa: desenhos de várias épocas de sua vida (inclusive da infância), recortes de charges publicadas, originais destas charges, recortes de entrevistas que deu e de matérias que o citavam, fotos, bilhetes de amigos e familiares, recordações de viagens, documentos... Enfim, SamPaulo guardava tudo, mas de forma completamente desorganizada.
Ao se transferir para Tramandaí, no litoral do Rio Grande do Sul, sua viúva e eu, sua sobrinha, começamos a conversar sobre que destino dar para este riquíssimo material e sobre a forma improvisada como estava acondicionado.
A pedido dela trouxe tudo para Porto Alegre, onde ficou sob os meus cuidados.
Em função da PUC/RS ter digitalizado todas as edições da Revista do Globo, em 2007 procurei a Professora  Alice Moreira para solicitar, em alta resolução, os desenhos do meu pai (o também cartunista Sampaio, irmão mais velho de SamPaulo) publicados na Revista do Globo nos anos 40.
Ela, então, demonstrou interesse no acervo de SamPaulo.
Mas, como estava ainda desorganizado, não soube lhe dizer seu conteúdo.
Aos poucos, iniciei uma primeira organização, de forma “amadora” e, também, a digitalização de algumas das charges.
Em maio de 2012, iniciei o este blog.
Para minha surpresa, 13 anos após a sua morte, o blog foi um sucesso!
E este foi o grande estímulo para voltarmos a pensar no destino do acervo e na sua possível entrega para a PUC/RS, que já havia criado o Delfos.
Com a aprovação de seus filhos, consideramos que esta seria a melhor forma de preservá-lo e, ao mesmo tempo, possibilitar consultas.
Quem sabe futuros trabalhos acadêmicos podem utilizar as charges políticas de SamPaulo como material de análise de importantes momentos de nossa história?
Com o fundamental auxilio financeiro da irmã gêmea de SamPaulo, Theresa, foi contratada a arquivista Maria Osmari, para organizar o acervo.
Pronta a catalogação, um trabalho meticuloso feito por ela com muita dedicação, tínhamos as condições para procurar o Delfos e assim foi feito.
Imediatamente, para nossa alegria, tanto o Prof. Assis Brasil, quanto o Prof. Ricardo Barberena demonstraram grande interesse na preservação da memória de SamPaulo, através da guarda de seu acervo.
Nosso muito obrigada a eles e aos fãs de SamPaulo que fazem o sucesso deste blog!
Maria LuciaSampaio
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário